reforma protestante calvino
22 jul 2016

As consequências da reforma protestante

A reforma protestante iniciada por Martinho Lutero trouxe consequências marcantes para o cristianismo. Houve uma fragmentação da Igreja, resultando no nascimento das igrejas: Luterana e igrejas anabatistas na Alemanha, Anglicana (Episcopal) igrejas na Inglaterra, igrejas reformadas na Suíça e na França, e as igrejas presbiterianas na Escócia, entre outras. Com isto, estas igrejas puderam se reorganizar e viver livres da opressão e coerção da Igreja de Roma.

Isso também trouxe benefícios para a igreja romana porque, em resposta à reforma, ela fez muito para “limpar” os seu próprios atos condenados pelos reformadores.

 

O nascimento das Igrejas Reformadas

As Igrejas Reformadas formam um ramo das igrejas protestantes que romperam com a Igreja Católica Romana, fruto da Reforma. No século XVI, na Suíça, sob a liderança de Ulrich Zwingli e João Calvino e seus ensinamentos, todas as suas reivindicações tornaram-se força dominante, levando essas igrejas a se espalharem por toda a Europa, particularmente para a França, os Países Baixos, na Escócia, e, por volta do século XVIII, para a América do Norte, África, Hungria, Indonésia, e muitas outras partes do globo.

João Calvino nasceu em Noyon, França, em 1509. Educado na área de humanas, Calvino assumiu um estudo sério da Bíblia. Sua educação e seu conhecimento de grego e hebraico deu-lhe acesso ao que a maioria das pessoas não tinha. Seu estudo da Bíblia levou a escrever comentários sobre quase todos os livros da Escritura. A exceção foi o livro do Apocalipse, dada a variedade de interpretações que geram muito mais calor do que luz nos dias atuais. Ele também escreveu um resumo fabuloso de ensino bíblico intitulado “As Institutas” da Religião Cristã. Suas obras ainda servem como excelentes recursos para estudar a Palavra de Deus.

Devido à perseguição pela Igreja Romana, Calvino teve que fugir da França encontrando abrigo em Genebra, Suíça, apoiando a causa protestante junto com outro reformador chamado Guillaume Farel. O ensino reformado foi introduzido também à Escócia por John Knox, que foi inicialmente influenciado pelo fluxo luterano da reforma. Seu professor, Patrick Hamilton, foi queimado até a morte por sua fé e, ele próprio, Knox, foi capturado pelos franceses e forçado ao trabalho duro como escravo. Uma vez livre, ele estudou com Calvino em Genebra, voltando para a Escócia em 1559. Apesar da forte oposição da Igreja e do Estado, Knox conseguiu estabelecer o que veio a ser conhecido como a Igreja Presbiteriana da Escócia

 

Mas qual realmente é a grande diferença?

Seguem abaixo as principais diferenças apontadas pela reforma protestante:

  • A salvação é pela graça mediante a fé e não por nossas próprias boas obras.
  • Somente a Bíblia é a Palavra autorizada de Deus para nossas vidas, não a tradição da Igreja ou o que os líderes da Igreja dizem ou estabelecem.
  • Todos os crentes são sacerdotes de Deus, noção do sacerdócio de todos os santos.
  • Deus nos deu dois sacramentos, batismo e santa ceia, que são sinais e selos das promessas de Deus.
  • Não à consubstanciação da ceia do Senhor, ou seja, a bênção de um clero sobre o pão e o vinho da comunhão não transformam os elementos em corpo e sangue de Cristo.
  • A condição pecaminosa original em que nascemos, bem como nossos pecados atuais, são totalmente pagos ou apagados pelo sacrifício de Cristo na cruz.
  • A oração deve ser dirigida somente a Deus, não aos santos ou a Maria. Na verdade, todos os crentes são ambos pecadores que necessitam de perdão e santos a quem o Espírito Santo está em constante trabalho.

Estas são apenas algumas das diferenças e ou reivindicações apontadas pelo movimento reformador. Mas dentro do próprio movimento reformador também houve divergências, com diferentes visões e mentores.

Conheça o curso de Teologia em EaD

Diploma igual ao presencial
QUERO CONHECER

1 Resposta

  1. Jerson Fabiano Abentroth

    A Reforma marcou o renascimento da Igreja, contribuindo ainda para que as Sagradas escrituras pudessem chegar as mãos do povo que só ouvia sermões em latim sem entender a língua. Minha oração é que novos Luteros e Calvinos se levantem para uma nova reforma. A Igreja precisa de homens que defendam a genuína palavra de Deus e tenho visto que os cursos na área teológica da Unifil são muito bons…por isso já comecei uma complementação teolócica e é fantástica. Parabéns a Unifil EaD!

Deixe um comentário